Incidentes com hidrocarbonetos

Os vazamentos podem ocorrer muito rapidamente e não precisam ser um grande vazamento para se tornar um risco grave e risco de incêndio ou explosão

Os incidentes com hidrocarbonetos são um dos incidentes mais comuns e perigosos na indústria de Oil & Gas. Vazamentos acontecem com mais frequência do que você pensa. Um evento recente na planta de processamento de Kårstø, operado pela Statoil, ao norte de Stavanger, torna esse tópico mais relevante do que nunca.

Vazamento

Às 22h25, horário local, em 7 de janeiro de 2016, houve um grande vazamento de gás na planta de processamento operada pela Statoil chamada “Kårstø”, localizada ao norte de Stavanger, na Noruega. Havia um vazamento contínuo de gás metano, que precisava ser controlado, reduzindo a pressão e queimando o gás de maneira controlada. Todo o pessoal teve que ser evacuado. Felizmente, ninguém ficou ferido e o vazamento foi resolvido. Leia mais sobre este artigo (somente norueguês). Este evento comprova a necessidade de ter controle total sobre todas as fontes de ignição, fixas e móveis.

Rápido

Os vazamentos podem ocorrer muito rapidamente e não precisam ser um grande vazamento para se tornar um risco grave e risco de incêndio ou explosão

No Campo de extração de Petróleo “Norwegian Continental Shelf”, todos os vazamentos são registrados e em algumas áreas são publicados para que todos possam ver, e com sorte também aprender com outros incidentes ocorridos. As informações estão disponíveis na Diretoria de Petróleo da Noruega e listamos alguns dos incidentes deste blog para destacar o risco e os incidentes da vida real que ocorreram nos últimos anos. A Norwegian Continental Shelf possui os regulamentos mais rígidos e é provavelmente uma das mais transparentes e com a mais alta taxa de relatórios reais de eventos no mundo. Incidentes ocorrem em todos os tipos de instalações, offshore, onshore, embarcações fixas, flutuantes, de processamento, perfuração e transporte. Aqui estão alguns dos incidentes que envolvem vazamentos de gás no ar. Felizmente, nenhum dos incidentes listados sofreu ferimentos graves ou fatalidades:

Exemplos de incidentes Internacionais com hidrocarbonetos:

  • 6 de outubro de 2016, A Plaforma Offshore Statfjord – Vazamento de gás que pegou fogo. 20 pessoas evacuadas. Felizmente, o fogo foi extinto sem ferimentos humanos
  • 15 de outubro de 2016, A Sonda Songa Endurance trabalhando no campo Troll, 20 pessoas foram evacuadas para a plataforma próxima. Nenhuma pessoa ferida
  • 7 de janeiro de 2016, Planta de processamento de Kårstø, ao norte de Stavanger, Noruega – vazamento de gás metano, evacuação total. Nenhuns ferimentos. O gás teve que ser queimado para reduzir a pressão na planta.
  • 9 de fevereiro de 2014. Plataforma Kristin (Statoil), Mar da Noruega – Vazamento de gás no módulo de processo, detectado por sensores. Vazamento causado por erro no método de vedação. Pessoal requisitado para botes salva-vidas. Duração 86 minutos
  • 19 de setembro de 2012. Refinaria de Nyhamna (Shell), Onshore – Gás detectado durante o carregamento de um navio. Pessoal evacuado. Condições de vento desfavoráveis, 3,5 metros por segundo, sudoeste.
  • 24 de outubro de 2013. FPU Balder (ExxonMobil), Mar do Norte – Vazamento no compressor de gás no convés 2. Pessoal requisitado por barcos salva-vidas. O compressor foi isolado e a produção retornada em pouco tempo.
  • 26 de maio de 2012. Plataforma Heimdal (Statoil), Mar do Norte – Alarme disparado às 13:00 horas. Sobrecarga de válvula durante operação de rotina. Todo o pessoal 98 ao total enviado para barcos salva-vidas. Falha no sistema, rotulada como grave. O total de 3500 kg de gás vazou durante 4 minutos.
  • 25 de março de 2012. Campo Elgin-Franklin (Total), Mar do Norte, Setor Britânico – Vazamento de gás detectado. Evacuação de 323 trabalhadores de três plataformas adjacentes. O gás era altamente inflamável e venenoso e continha sulfeto de hidrogênio e dióxido de carbono. A investigação revelou que era a corrosão no revestimento de um poço que era a causa final do vazamento. Rotulado como muito grave e o maior incidente da Total nos últimos 10 anos. O vazamento de gás durou 7 semanas e foi interrompido perfurando um poço de alívio.
  • 17 de junho de 2013. Plataforma Oseberg C (Statoil), Mar do Norte. Fuga de gás detectada às 07:04 horas. Desligamento manual de emergência necessário. 300 pessoas enviadas para barcos salva-vidas. Descarga de pressão ativada. Total de 85 kg de gás liberado.
  • 14 de abril de 2010. Petrojarl 1 FPSO (Statoil / Teekay), Glitne Field, Mar do Norte. Vazamento de gás dos vasos soprar válvulas. Detectado em 4 sensores de gás. Vento, 20 nós. Total de 144 kg de gás.

Reparo

Tendo trabalhado mais de uma década com proteção contra explosão de dispositivos eletrônicos, sabemos que o uso de equipamentos IECEx, ATEX e INMETRO é uma medida para eliminar os riscos de explosão pela inflamação desses vazamentos de hidrocarbonetos. Os dispositivos certificados IECEx, ATEX e INMETRO são tão importantes quanto evitar vazamentos, pois você nunca é 100% seguro ao lidar com gás inflamável. Simplificando, é melhor estar seguro do que correr riscos desnecessários e perigosos usando dispositivos não certificados ao trabalhar nessas áreas potencialmente explosivas.

Produtos para Área Classificada Zona 1

A BARTEC PIXAVI tem mais de uma década de experiência com dispositivos eletrônicos em áreas classificadas. Os produtos BARTEC PIXAVI são certificados para IECEx, ATEX e INMETRO para Zona 1, bem como CSA Classe 1 Zona 1.

Leia mais sobre Produtos BARTEC para áreas classificadas, consulte nossos produtos ou entre em contato conosco aqui para obter mais informações.

A Polar Componentes Brasil é distribuidor Bartec Pixavi e fica a total disposição dos clientes locais para suporte!

visite nosso site: http://www.polarb2b.com

Ecommerce:https://polarb2b.store/

 

×

Atendimento

× Precisa de ajuda?