Alta Qualidade em Inox Ex para Zona 1 e 2

O aço inox 316L em Aplicações offshore?

Nossos clientes nos perguntam se o inox 316L ainda é a melhor solução para Área Classificada em Aplicações Off-Shore?

Primeiramente antes de responder a este questionamento vamos aos fatos. Conforme fotos apresentadas abaixo de Caixas de Terminais (Ex-e) Painéis (Ex-d) fabricados em aço carbono e alumínio em alto mar de 5 a 8 Anos de vida;

Caixas Ex-de em ambientes offshore (Plaformas de Petróleo) em alto mar de 5 a 8 Anos de vida

Então a resposta a nossa pergunta é Sim! De fato para Aplicações Off-Shore, onde se faz necessário instalação de equipamentos críticos internamente de invólucros Ex-d (à prova de Explosão), Ex-e (segurança aumentada), Ex-p (pressurizado) e Ex-i (Segurança intrinseca) e visando garantir a segurança operacional por um longa data sem “dor de cabeça” com paradas indesejadas o inox 316-L é ainda a melhor solução na relação custo/benefício.

Ao longo de nossa experiência profissional temos visto muitos clientes offshore com este tipo de reclamação emPlaformas em menos de 10 Anos na ativa.

Todo o processo de corrosão vai depender de uma série de fatores como local de instalação de interno ou externo,  condições climáticas, fatores ambientais de humidade relativa, assim como características construtivas dos produtos fornecidos.

O barato sai caro

Então a pergunta de um milhão de dólares é: “Será que não vale a pena investir em instalar um Produto de qualidade superior como Inox 316-L onde se faz necessário devido a condições do ambiente externo?”

A resposta é que muitas das especificações offshore não levam em consideração uma análise básica de “Local de Instalação”, ou seja, se produto será instalado em Área Interna ou Externa. Sendo utilizada em sua maioria a especificação de Painéis genérica (mesmo material para Ambas aplicações).

Em menor importância porem não podendo ser descartada hipótese na maioria das vezes a Empresa que se encarregara da Construção da Unidade offshore não tem via contrato a obrigatoriedade e também a preocupação com a durabilidade a longo prazo.

O que acontece é que a Manutenção em alto mar é muito complexa devido as dificuldades logísticas e também operacionais. Sendo que após instalação e inicio das operações a manutenção, no caso acima sendo necessária a troca das caixas painéis será aplicada somente quando for provavelmente planejada uma parada de manutenção.

O risco é que devido a construtividade de produtos para Área Classifica este ato pode representar um alto risco em um Ambiente Potencialmente Explosivo, é um “excelente reflexão”! Mas o risco não vale a vida!

Mas afinal o que significa e qual a diferença entre os aços inox 316 e 316-L?

Primeiramente, é preciso ressaltar que o “L” no aço inox 316L vem de “low” (“baixo” em inglês) e diz respeito ao baixo teor de carbono que esse tipo de aço inox possui em comparação com o aço inox 316.

O aço inox 316L evita a sensitização, este fenômeno causa corrosão intergranular devido ao aporte térmico aplicado durante o processo de soldagem. Ocorrendo a precipitação de carbonetos de cromo (Cr23C6) empobrecendo a região do contorno do grão.

De um modo geral, a maior diferença entre eles é 316-L com um baixo teor de carbono, aço inoxidável austenítico cromo-níquel aços com resistência à corrosão, mesmo como tipo 316, porém com resistência à corrosão intergranular após a soldagem.

O que podemos fazer de diferente em nossas Soluções?

Atualmente a Nossa Linha Bartec Technor iniciou as operações em 1983 em Stavanger na Noruega, possuindo um amplo portifólio com soluções altamente customizáveis Ex-d, Ex-e, Ex-p e Ex-i. Com experiência de 37 Anos em Aplicações no mar do norte podemos afirmar que a Linha Bartec Technor fabrica produtos de longa durabilidade;

As linhas de Caixas possuem Certificação Atex, IEcex e INMETRO para Área Classificada;

Soluções robustas e customizáveis, este é nosso diferencial técnico dentro das soluções em inox para área classificada, os modelos TNCN e DE8BC, atendem as demandas para aplicações em soluções a painéis, caixas de terminais/ interligações, HVB (High Voltage Box), transformadores, UPS, baterias e outras soluções.

Abaixo temos algumas aplicações;

 

Involucros Ex-d DE8BC da Bartec Technor

 

Involucros Ex-e TNCN da Bartec Technor

 

HVB – High Voltage Box e HVB para Umbilical e fibra

 

Sistema UPS Modular e Caixa de Baterias Exe de 1050Ah NiCa/VRLA
Transformadores a seco para Zona 1 e 2

 

Diferencial Técnico (proteção adicional), o processo adicional de pré-passivação no tratamento de peças de aço inoxidável com uma solução de “ácido fluorídrico”, que remove a incrustação de óxidos e a tonalidade do calor, enquanto dissolve manchas de aço embutidas na peça. Este processo produz ainda um revestimento não refletivo essencial nos conceitos de segurança passiva;

Teste usando NaCl a 5%, pulverizado 2 horas, armazenado 7 dias a 35oC com 90-95% de umidade relativa Repetido 3 vezes durante 4 semanas

 

A Polar Componentes Brasil é Distribuidor autorizado no Brasil da linha Bartec, para estas e demais soluções nos consulte em nossos canais;

www.polarb2b.com

vendas@polarb2b.com

www.bartec.de/en

 

×

Atendimento

× Precisa de ajuda?